Início D. Duarte D. Afonso D. Dinis D. Maria D. Isabel
 
 

Casa Real
Ducados Reais
Duques
Memória
Leis
Sucessão
Sobre mim
Armorial Real
F.A.Q.s

Este sítio foi escrito com uso abundante de consoantes mudas, português arcaico e ao abrigo dum total desrespeito pelo acordo ortográfico.

Concebido com Sharepoint Designer.

Número total de acessos:


SUA ALTEZA SERENÍSSIMO O INFANTE Dom Henrique João, por mercê de Seu Augusto Pai, 4º duque de Coimbra, n. 6 de Novembro de 1949.

 Criações –

·         Ducado de Coimbra : 4 a 11 de Setembro de 1415

 Duques de Coimbra –

1)    Infante D. Pedro (1392-1449).

2)    Infante D. Jorge (1481-1550), filho legitimado de El Rei D. João II com D. Ana de Mendonça; mestre de S. Tiago e de Avis. Casou-se com D. Beatriz de Vilhena, de quem teve: D. João, 1º duque de Aveiro, D. Afonso, que foi pai do 3º duque de Aveiro, e D. Luís, com descendência. As mercês deste filho ilegítimo foram mais tarde confirmadas pelo tio D. Manuel I que lhe passou carta em Évora (1509).

3)    Infante D. Augusto Maria Fernando Carlos Miguel Gabriel Raphael Agricola Francisco d'Assis Gonzaga Pedro d'Alcantara Loyola de Bragança Bourbon Saxe-Coburgo-Gotha(1847-1889), filho de D. Maria II e de D. Fernando II. Duque de Coimbra e Par do Reino a 20-3-1875. General de brigada. Viajou até à Índia e representou D. Luís I nas cortes de Madrid e Berlim.

4)    Infante D. Henrique (1947- ). Filho terceiro de S. A. R. D. Duarte (II) e bisneto d'El Rei D. Miguel I.

 

Nota: Coimbra foi o primeiro ducado português conjuntamente com Viseu. Criado por El-Rei D. João I para comemorar a conquista de Ceuta.

Armas: Portugal com lambel de prata de três pontas, duas delas preenchidas - a da direita com as armas do Brasil imperial e a segunda com as de França diferenciada também com lambel (Orleans). Coroa de infante. De acordo com a prática manuelina evitava-se desenhar sobre as quinas sempre que possível e seguiu-se esse exemplo como alternativa.